Por que a agua do mar é salgada?

A resposta mais simplista para esta pergunta seria: porque a água que cai da chuva, dissolve os sais que estão contidos nas rochas e depois, naturalmente são escoados para o mar.

Quer se aprofundas um pouco mais neste oceano? Confira este artigo que irá tirar todas suas dúvidas sobre o porquê a água do mar é salgada.

Quando a precipitação da água nas nuvens acontece, elas absorvem dióxido de carbono do ar. A água pura (H₂O) e o dióxido de carbono (CO₂) reagem formando ácido carbônico (H₂CO₂). Por sua vez, esta mudança de estado torna a água da chuva levemente ácida. O dado de referência que é usado é o da água pura, que tem um pH 7 que é neutro. Quando a água da chuva reage com o CO₂ da atmosfera, passa a ter um pH de 5,6 que é um pH ácido.

Continuando seu curso natural, a água da chuva no contato com a superfície rochosa das montanhas agora tem o potencial de extrair o sal que passam através dos rios até chegar ao mar. De acordo com a National Ocean Service, os rios são responsáveis pelo o transporte de quase 4 bilhões de toneladas de sal para os oceanos todos os anos!

Por que os rios não são salgados?

Os rios certamente não são tão salgados quanto os oceanos, mas sim, tem o seu teor de sal que constantemente está sendo lançado no mar durante milhares de anos.

Outras fontes de sal para o mar

As Rochas no mar também fornecem sal, junto com as fontes hidrotermais e vulcões submarinos. A ciência explica que ao longo de milhares de anos, a água dos oceanos passou de quase pura no mar primitivo para o que estamos vivenciando hoje. Algo em torno de 35 gramas para cada quilograma de água. De acordo com a National Ocean Service, se pudéssemos retirar todo o sal do mar e espalhássemos pela terra, formaríamos uma camada de sal com 150 metros de altura! Isso é equivalente a um prédio de quase 50 andares.

Porque alguns lugares tem um teor de sal maior que outros?

Existem alguns fatores que podem influenciar no teor de sal da água, como por exemplo: o quão perto o mar está de um rio, quanta chuva caiu no período, quanta evaporação ocorreu ou se as correntes oceânicas estão trazendo mais água salgada ou mais água doce.

Na maioria dos casos, a salinidade da água é maior nas regiões de subtrópicos, porque a evaporação acontece em larga escala por causa da alta temperatura do ar, constância de ventos e umidade baixa.

O mar tem um teor de sal menor em regiões próximas da linha do Equador, onde ocorre muita precipitação, também tem níveis baixos nos oceanos Antártico e Árticos devido ao derretimento das geleiras no verão, resultando em grande acréscimo de água doce no mar.

Regiões como por exemplo a do mar Mediterrâneo e a do mar Vermelho apresentam uma alta salinidade. Isso é devido à um grande volume de evaporação que não são supridas pelo escoamento da água de chuva e também por causa da própria geografia local que por ser mais fechada, não permite que águas com menor teor de sal dos oceanos se aproxime dessas regiões.

porque a água do mar é salgada

As concentrações de sal nos oceanos

A distribuição de sal no mar como vimos é muito constante, mas a lógica parece não valer quando nos referimos em concentrações de sal. De modo geral, as áreas mais salgadas dos oceanos estão ficando cada vez mais salgadas e as áreas que contém água mais doce, estão ficando cada vez mais doce.

Isso ocorre por conta das mudanças globais no padrão de precipitação e evaporação, onde geralmente locais que apresentam maior umidade, está ficando cada vez mais úmido, e locais mais secos, estão ficando cada vez mais secos.

Está mudança no ciclo da água é uma consequência do aumento das temperaturas do ar devido às mudanças climáticas. O ar quente tem maior capacidade de reter a umidade, de maneira que pode captar mais água por evaporação dos oceanos ou da superfície da terra e liberar mais água quando chover.

Curiosidades sobre os estudos de sal nos oceanos

Os estudos internacionais calculam com baixa precisão que a captação dos oceanos da água de chuva representa algo em torno de 78%.

Já os níveis de sal nos oceanos são mais fáceis de medir com maior precisão. O programa Argo possui uma série de equipamentos de alta tecnologia capaz de medir a salinidade e a temperatura da água em profundidades superiores a 2.000 metros.

O programa Argo também usa essas medições para entender as mudanças passadas no ciclo natural da água e para obter um maior esclarecimento no atual modelo climático. Dessa forma, as previsões de chuva ao redor de todo o mundo poderão ser feitas com maior precisão.

Quer saber mais sobre ciência e tecnologia? Acesse aqui.

Gostou deste artigo? Não se esqueça de comentar e compartilhar com seus amigos.

Por |2018-11-21T16:29:43+00:005 de novembro de 2018|Categorias: Ciência & Tecnologia|Tags: |0 Comentários

Deixe um Comentário